As pinturas rupestres do município de Belo Monte/AL

Por Cláudio André, publicado em 21 de junho de 2021

Na região leste do município de Belo Monte há uma propriedade particular com entorno de 600 hectares de terra, onde sua maioria é coberta por pura vegetação de caatinga. Nela, há uma formação rochosa que tem uma painel de 100 metros de comprimento com marcas do homem primitivo.
vegetação da Caatinga apresenta três estratos: arbóreo: com espécies que variam entre 8 e 12 metros de altura; arbustivo: com espécies que variam entre 2 e 5 metros de altura; herbáceo: com espécies com altura abaixo de 2 metros.
É na parte inferior dessa rocha próximo ao povoado Telha, zona rural de Belo Monte, que há sinais do homem pré-histórico, através de pinturas rupestres, legítima comunicação dos nômades que viveram na região.
A vegetação de caatinga cobre boa parte da gruta e somente moradores da região sabem chegar ao local com segurança, pois quando se sai da rodovia AL-215, caminha-se 1 km e 503 metros e depois, dentro da vegetação densa percorre-se mais 1 km e 870 metros até chegar onde fica o painel das pinturas primitivas.
Onde fica a Pedra do Letreiro é ideal para realização de camping e trilhas ecológicas. É comum encontrar xique-xiques e demais cactos – plantas nativas do único bioma do mundo que só tem no Brasil – a caatinga.
Acompanhado das secretárias de Turismo e Cultura, Jade Monteiro (blusa rosa) e Rosana Gomes (blusa cinza), estivemos conhece a Pedra do Letreiro, distante 05 km do povoado Telha. A partir dessa visitação, as referidas secretárias deveram elaborar projetos para a exploração do atrativo turístico de Belo Monte.
Caatinga apresenta clima semiárido, vegetação com pouca folhas e adaptadas para os períodos de secas, além de grande biodiversidade. O nome Caatinga significa, em tupi-guarani, “mata branca”. … No inverno, devido a ocorrência de chuva, as folhas verdes e as flores voltam a brotar.
Ser Trilheiro é mais do que tudo um estilo de vida; muito além da competição: é ter solidariedade; conhecer lugares novos, por caminhos alternativos, geralmente de acesso difícil.
As pinturas rupestres encontradas na zona rural de Belo Monte são as legítimas manifestações do homem primitivo que viveu a na região há séculos. Nos matacões em meio a vegetação densa de caatinga encontramos vestígios e abrigos rochosos distante cerca de 08 km do rio São Francisco. O painel encontramos intercalam elementos gráficos de diferentes tradições rupestres.
Nesta região de Belo Monte identificamos uma painel com mais de 50 pinturas rupestres, onde umas são mais visíveis, outras sofrem com o desgaste do intemperismo. O local pode tornar-se oficialmente num sítio arqueológico, onde somente um parceria público-privado pode acelerar o processo. Na imagem acima (da esquerda para direita), Claudio André (documentarista), Rosana (sec. de Cultura), Vado Monteiro (ex-sec. de Agricultura) e Jade Monteiro (sec. de Turismo).
A região planáltica é composta de arenito metamorfoseado derivado de rochas sedimentares areníticas e quartzíticas consolidadas na era Proterozóica média; uma concentração alta de óxido férreo dá a estas rochas uma cor de rosa a avermelhada.
Belo Monte é um município brasileiro do estado de Alagoas. Com característica tipicamente de interior, onde todo mundo se conhece pelo nome ou apelido. Na imagem acima está a praça que fica na orla que margeia o rio São Francisco.
Quem chega a Belo Monte, em frente ao clube municipal você tem essa vista privilegiada. A esquerda no horizonte está o casarão que na década de 90 funcionou uma cadeia pública.
A prefeitura municipal de Belo Monte, na gestão do jovem prefeito  Dalmo Augusto de Almeida Júnior, está revitalizando a orla da cidade.
A secretária Rosana Gomes que vem muito se dedicando para alavancar a cultura regionalista do município, esteve nos mostrando os pontos culturais da cidade, entre eles, o antigo clube municipal.
Os casarões da cidade de Belo Monte mostra um passado preservado. Foi em 1958 que Belo Monte conseguiu sua autonomia e tornou-se cidade.

Aguarde a próxima reportagem!

Agradecimentos

O Poeta tem muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas, formado em radiojornalismo, poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE), escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM e Rádio Web News Olho d'Água, criador do Projeto Música na Escola, ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura. Membro efetivo da FACUPIRA (Fundação Cultural de Palmeira dos Índios/AL), Ex-membro do Conselho Municipal de Saúde de Bom Conselho/PE. Colunista dos sites Tribuna do Sertão (P.dos Índios) e Tribuna do Agreste (Arapiraca) e 7 Segundos (Maceió). Ex-assessor de comunicação da Câmara de Vereadores de Bom Conselho/PE.

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

REDE BRASILEIRA DE BLOGUEIROS DE VIAGEM

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM