As belezas naturais de Olho d’Água das Flores/Alagoas

Por Cláudio André, publicado em 3 de março de 2021

Publicidade

O pôr do sol na serra de Doroteu, que tornou-se reserva natural do município de Olho d’Água das Flores, sertão de Alagoas, é uma linda manifestação da natureza.
A centenária Lagoa do Pedrão foi construída pelos escravos no século XVIII. Fiz essa foto justamente num fim de tarde maravilhoso, onde no lado leste estava a lua e no lado oeste, o sol se ponto.
Vocês já ouviram falar em algodão selvagem? Esse eu fotografei próximo a pedra da Caixa, entre o povoado Pedrão e o Guarani.
Por mais de uma semana estive girando pela zona rural de Olho d’Água das Flores, pudemos ver in loco o potencial turístico que o município detém, porém não é explorado.
A serra de Doroteu, antigo comerciante do município de Olho d’Água das Flores, está localizada no lado oeste da cidade.
A cidade de Olho d’Água das Flores é rodeada por várias serras, entre elas, Doroteu, Pedrão e Antoninos
Por vários ângulos o pôr do sol olhodaguense tem seu diferencial
Longe de qualquer poluição. Assim foi por uma semana andando pela zona rural de Olho d’Águas das Flores. Até a lua quis aparecer no nosso portal.
A beleza está no olhar. Quem olha com a alma enxerga melhor.
O lado sul do lajeiro da Pedra da Caixa
A pedra da Caixa e o Pereiro. Pereiro é uma árvore nativa da caatinga, principalmente em várzeas fluviais e terrenos próximos a elevações de terra.
De repente o tempo virou…
O pereiro é ideal para recuperação de solos. Essa planta do Semiárido geralmente é encontrada de forma solitária ou em agrupamentos, formando ilhas de recuperação de solo nas paisagens da região.
O quipá é um cacto endêmico do domínio fitogeográfico Caatinga, sendo encontrado distribuído por toda a região semiárida do Brasil. Suas flores variam do laranja intenso ao vermelho, e seus frutos apresentam-se na cor amarela ou laranja fosco, geralmente com quatro centímetros de diâmetro.
A pedra da Caixa é sim, um lugar que você não tem pressa de sair. Um atrativo turístico pouco conhecido pelos olhodaguenses.
Os afloramentos rochosos são, por definição, a exposição de uma rocha na superfície da Terra, ou seja, quando parte de uma composição naturalmente interna se posiciona acima da camada dos solos, o que permite ou facilita o seu estudo.
Os matacões estão espalhados em toda a área que compreende o lajeiro da pedra da Caixa. A frente estão as serras dos Antoninos e do Pedrão, povoado mais antigo de Olho d’Água das Flores.
Como de presente, já no final da reportagem na Pedra da Caixa, apareceu esse casal de bentivis. A espécie é, ainda, conhecida pelos índios como pituã, pitaguá ou puintaguá. Outras apelações existentes são triste-vida, bentevi, bem-te-vi-verdadeiro, bem-te-vi-de-coroa, tiuí, teuí, tic-tiui.
A rocha que tem o som de uma caixa acústica
Até esse filhote de camaleão deu o ar da graça..

PATROCINADORES

O Poeta tem muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas, formado em radiojornalismo, poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE), escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM e Rádio Web News Olho d'Água, criador do Projeto Música na Escola, ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura. Membro efetivo da FACUPIRA (Fundação Cultural de Palmeira dos Índios/AL), Ex-membro do Conselho Municipal de Saúde de Bom Conselho/PE. Colunista dos sites Tribuna do Sertão (P.dos Índios) e Tribuna do Agreste (Arapiraca) e 7 Segundos (Maceió). Ex-assessor de comunicação da Câmara de Vereadores de Bom Conselho/PE.

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

REDE BRASILEIRA DE BLOGUEIROS DE VIAGEM

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

PUBLICIDADE