PEDRA DO CÉU – ATRATIVO TURÍSTICO DA CIDADE DE OLHO D’ÁGUA DAS FLORES

Por Cláudio André, publicado em 12 de fevereiro de 2021

Publicidade

O projeto Poeta Viagens e Aventuras tem ido além fronteira, sempre descobrindo maravilhosos atrativos turísticos. Dessa vez, encontramos um afloramento rochoso que nos enche de alegria, lugar que ainda não é explorado, denominado de Pedra do Ceu, no povoado de Pedrão Velho, zona rural do município de Olho d’Água das Flores, sertão de Alagoas.

Em um tour pela cidade de Olho d’Água das Flores, encontramos alguns marcos que fazem parte da história do município, como a praça José Amorim, onde tem um marco do início da industrialização no sertão de Alagoas.

A Pedra do Ceu é um lajedo que tem mais de 10 hectares de rocha granítica. No lajeiro há várias marmitas que servem no período de chuva de pequeno “caldeirões”, onde no passado as águas eram utilizadas para acabar com a sede dos antigos moradores.

Da praça José Amorim pode-se visualizar a serra do Gavião, atrativo turístico religioso onde tem um cruzeiro que há mais de meio século é utilizado para atividades religiosas pelos olhodaguenses.

A praça José Amorim é um dos cartões postais de Olho d’Água das Flores, cidade que teve seu início histórico por volta de 1800, a partir da chegada do padre Antônio Duarte, recém chegado do território pernambucano.

Em pleno século XXI, o carro de boi ainda é utilizado como meio de transporte no município de Olho d’Água das Flores, que na atualidade tem acima de 21 mil habitantes.

A pedra do Céu está localizada numa propriedade particular, distante 06 km do centro da cidade, região leste que divide-se com o município de Olivença.

Nessas andanças encontramos outros dois lajeiros parecido com a pedra do Céu, no caso, lajedo do Pai Mateus (PB) e o lajedo do Rio do Sal (BA).

A pedra do Ceu é ideal para acampamento, eventos religiosos, luaus, encontro de trilheiros e atividades esportivas de aventura, mas para isso será necessário a criação de um projeto público privado.

De leste a oeste o município de Olho d’Água das Flores tem atrativos turísticos e abandonados pelo poder público. O relevo do município tem um solo raso e cheio de afloramentos rochosos, mas há regiões são muito ricas na produção de feijão, filho, macaxeira, mandioca e fruticultura.

O grande lajeiro denominado de pedra do Ceu tem uma largura de acima dos 50 metros de comprimento e cheio de rochas soltas de vários tamanho. Nos arredores há antigas pedreiras que foram usadas para tirarem pedras de paralelepípedos e usaram como calçamentos da cidade.

Afloramento rochoso que, naturalmente, surge na superfície do solo, de tamanho e extensão variados, com aspecto plano semelhante ao de uma laje. Assim é a famosa Pedra do Céu em Olho d’Água das Flores, sertão alagoano.

As plantas encontradas nos paredões podem ser rupícolas, quando crescem diretamente sobre a rocha, ou saxícolas, quando se localizam em pequenos platôs ou fendas com solo. Nessas situações, a água que chega escoa rapidamente e os nutrientes são escassos.

Por isso, as plantas crescem bem devagar, e muitas têm adaptações especiais para lidar com a escassez de água, como é o caso dos cactos e bromélias formadoras de tanques, que armazenam água, ou das orquídeas e bromélias do gênero Tillandsia, que conseguem captar rapidamente a umidade das nuvens, ou ainda as velózias (canelas-de-ema) e capins-ressurreição, que toleram a dessecação violenta das folhas com posterior re-hidratação das mesmas folhas.

Nesse período de trovoadas é comum visualizar nuvens “carregadas”, onde o calor intenso muita vezes provoca chuvas isoladas, como foi no dia que estive na Pedra do Céu.

Não é fácil se fixar na rocha. Imaginem quantas sementes se perdem por secura ou enxurrada para que uma se fixe e, finalmente, cresça. Basta observar uma via inacabada na face S do Pão de Açúcar, o Paredão Universal, para constatá-lo: ela começou a ser conquistada na década de 60, mas depois foi abandonada e até hoje não apresenta sinal claro de recuperação da vegetação luxuriante que cobre esta face úmida da montanha.

O urubu-de-cabeça-preta é uma espécie de ave catartiforme da família Cathartidae, pertencente ao grupo dos abutres do Novo Mundo. Deste grupo, é uma das espécies mais frequentemente observadas, devido ao fato de realizar voos planados em correntes térmicas a grandes alturas e por possuir atividade durante todo o dia.

O povoado Pedrão Velho é uma região histórica e centenária, onde foi morada dos primeiros quilombolas anos depois da Abolição da Escravatura assinada pela princesa Isabel.

O lajeiro Pedra do Céu é lugar ideal para estudos geológicos e morfológicos. Esse atrativo turístico ainda é um lugar precisa um olhar especial do poder público, mas se a proprietária deixar as ideias fluir.

Por esse ângulo é possível visualizar a chuva caindo no horizonte, depois de um dia com temperaturas acima dos 33 graus. De qualquer forma a Pedra do Céu tem sua beleza natural aflorada no meio de pura vegetação de caatinga.

A Lei n° 108, de 24 de agosto de 1948, criou o distrito judiciário de Olho d’Água das Flores, no município de Santana do Ipanema. Através da Lei n° 1473, de 17 de dezembro 1953, criou o município de Olho d’Água das Flores, com território desmembrado de Santana do Ipanema. Na imagem acima está o padre José de Souza Leite, que segundo relatos históricos, em 10 anos quando esteve sendo pároco, celebrou mais de 4 mil casamentos. A igreja matriz tem como padroeiro Santo Antônio de Pádua.

Em 1800, o Padre António Duarte, encontrou um olho d’água ao pé de uma serra, ai resolveu fixar-se, construindo depois, uma choupana, que passou a ser ponto de pouso dos que transitavam no local. Perto dessa nascente brotou uma árvore, provavelmente um pau d’arco. Na época de floração cobria-se de tantas flores que, tangidas pelo vento, suas pétalas formavam verdadeiro tapete à superfície da água.

Esse fato, repetindo-se várias vezes, fez com que os viajantes que passavam pela rancharia do Padre António Duarte, denominassem-na de Olho d’Água das Flores, nome que a tradição ainda conserva. Olho d’Água das Flores continuou por muito tempo um simples pouso para viajantes até que, em 1884, veio residir na localidade os irmãos Ângelo e Gil de Abreu, cidadão trabalhador que, aos poucos, foi incentivando a agricultura e pecuária, construindo estradas carroçáveis, açudes etc. Edificou uma capela sob a invocação de Santo Antônio, padroeiro da localidade. Data, daí, o início da povoação.

Essa reportagem teve os seguintes patrocinadores

Posto BR Mania

Rodovia AL-220, Olho d’Água das Flores, Alagoas

 

O Poeta tem muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas, formado em radiojornalismo, poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE), escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM e Rádio Web News Olho d'Água, criador do Projeto Música na Escola, ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura. Membro efetivo da FACUPIRA (Fundação Cultural de Palmeira dos Índios/AL), Ex-membro do Conselho Municipal de Saúde de Bom Conselho/PE. Colunista dos sites Tribuna do Sertão (P.dos Índios) e Tribuna do Agreste (Arapiraca) e 7 Segundos (Maceió). Ex-assessor de comunicação da Câmara de Vereadores de Bom Conselho/PE.

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

REDE BRASILEIRA DE BLOGUEIROS DE VIAGEM

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

PUBLICIDADE