PLANALTO DA BORBOREMA: A CORDILHEIRA DA CHAPADA PERNAMBUCANA VISTA DA SERRA GRANDE DE BOM CONSELHO/PE

Por Cláudio André, publicado em 8 de agosto de 2020

Publicidade

Nessa última reportagem sobre o cume da serra Grande e seus atrativos turísticos, mostraremos novas imagens que fazem a gente tornar-se pequeno diante da obra do Criador que nos faz refletir sobre a imponência de cada obra.

Percebam que esse lado da serra Grande no passado era coberta por vegetação arbustiva, mas que foi trocada por vegetação para criação de gado de corte e leiteiro. Mesmo assim a natureza é resistente e no período chuvoso se transforma em questão de dias.

As formações rochosas graníticas estão por todos os lados. A vegetação de caatinga se mistura com resquícios de vegetação de mata atlântica em algumas partes. É visível também a existência do brejo de altitude, proporcionando as plantas cactáceas uma maior proliferação. Nesse ponto, marca-se altitude acima dos 700 metros.

No cume da serra Grande encontrei várias rochas graníticas. O puro maciço rochoso de granito. O granito (do latim granum grão, em referência à textura da rocha) é um tipo comum de rocha ígnea ou rocha magmática, intrusiva ou plutônica de textura (cristais) fina não metamórfica, média ou grosseira, composta essencialmente pelos minerais: quartzomica e feldspato, tendo como minerais acessórios mica (normalmente presente), hornblenda, zircão e outros minerais.

Nas regiões mais altas do estado de Pernambuco, acima dos 500 metros, houve o desenvolvimento de florestas perenifólias, cujo porte das árvores varia de 20 a 35 metros. Isso só foi possível em virtude das condições serranas, tipicamente mais frias e chuvosas. É interessante notar que tais áreas se situam em meio à zona da caatinga, podendo ocorrer assim os chamados “brejos de altitude” na continuidade da cobertura vegetal ao longo da extensão do território.

Na maior parte do estado, à exceção das porções mais altas do território, a vegetação predominante é a caatinga. As principais características de suas espécies são o porte médio a baixo, a adaptação aos períodos de seca e a presença de espinhos. Tal tipo de vegetação tem como importante variável a disponibilidade hídrica, o que leva a uma classificação entre vegetais hipoxerófilos (mais úmidas) ou hiperxerófilos (mais secas). Cactáceas e bromeliáceas são as famílias botânicas que mais se destacam na vegetação local.

As grandes bacias hidrográficas de Pernambuco possuem duas vertentes: o rio São Francisco e o Oceano Atlântico. As bacias que escoam para o rio São Francisco formam os chamados rios interiores sendo os principais: Pontal, Garças, Brígida, Terra Nova, Pajeú, Moxotó, Ipanema, além de grupos de pequenos rios interiores. Há poucos metros desse local onde fiz a foto estão as nascentes do rio Salgadinho e Traipu, ambos afluente do Velho Chico.

O rochedo granítico fica na linha limítrofe entre as serras da Baêta e Grande. No meio há um grotão que no período de chuvas fortes toda a água escorre para os demais grotões e riachos que abastecem no rio Traipu, que por sua vez segue no sentido norte e mais na frente faz uma curvatura sentido sul até a sua foz em Alagoas.

No linha do horizonte veja toda a cordilheira do lado leste por onde passa a chapada pernambucana que estende até a divisa com o estado de Alagoas. Impressionante que nesse trecho a fauna está puro declínio. Alguns animais da Caatinga são os lagartos, as serpentes, o carcará, a capivara, o macaco-prego e o veado-catingueiro, ameaçado de extinção. A área de transição entre a Zona da Mata e o Sertão é o Agreste. Coisa rara você encontrar algum tipo de serpente por essas bandas.

Perceba que na lateral dessa rocha tem plantas que puramente são originária da mata atlântica, mas como no cume da serra tem o brejo de altitude, facilmente elas se adaptam e se proliferam.

De cima da Pedra do Abismo, há 730 metros de altura, podemos visualizar a cidade de Bom Conselho no lado leste do município. Percebam também que no relevo embaixo está uma camada de plantação de jurema preta, que se alastra facilmente até mesmo pelo movimento do vento que joga suas sementes no solo quando estão secas.

Pesquisando, descobri que o relevo do estado de Pernambuco é formado basicamente por três tipos: planície costeira, planalto e depressão. Grande parte do território estadual, cerca de 76%, possui um relevo relativamente plano, não ultrapassa os 600 metros de altitude. As planícies se encontram em áreas próximas ao litoral. À medida que se afasta do litoral a altitude aumenta, pode atingir até 1.200 metros.

O planalto de Borborema possui cerca de 600 metros de altitude, mas existem áreas onde a média de altitude é de 800 metros, como a Chapada do Araripe. A depressão relativa ocorre nas proximidades do planalto de Borborema, isso quer dizer a área está altimetricamente abaixo das áreas periféricas (planalto). Nessa região oeste de Bom Conselho a altitude chega aos 900 metros de altitude facilmente.

O géografo José Fábio dos Santos que nos acompanha em nossos documentários, pode sentir a adrenalina da força do vento no cume da Pedra do Abismo. Em Pernambuco são identificadas duas características climáticas: o clima tropical e o semi-árido. Nesse local, por volta do meio-dia, registramos uma temperatura de 18 graus centígrados, com sensação térmica de até 13 graus. Nas áreas que predominam o clima semi-árido as temperaturas são elevadas em boa parte do ano (cerca de 26°) e a quantidade de chuva é reduzida, algo em torno de 600 mm ao ano. De janeiro até agora, essa região do município de Bom Conselho está com 900 milímetros de chuva acumulado.

Para finalizar, acrescento que conhecer essa região oeste de Bom Conselho é uma grande aventura e experiência formidável. Estamos realizando trilhas para toda essa região. Mantenha contato com nossas redes sociais e o canal no youtube.

PATROCINADORES

Banner%2BNovo%2BFormato%2B2
Estilos%2B780X178
ROGERIO-NOVO-768x148
EDEZIO-02
adriano

O Poeta tem muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas,formado em radiojornalismo, é poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE) e escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o Projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM, criador do Projeto Música na Escola e ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura.

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

MOURA CONTABILIDADE

REDE BRASILEIRA DE BLOGUEIROS DE VIAGEM

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

PUBLICIDADE

LISTA TELEFÔNICA DO POETA