TURISMO: A FLORA DA SERRA GRANDE. O CONTATO DIRETO COM A NATUREZA. TUDO DENTRO DA CHAPADA PERNAMBUCANA

Por Cláudio André, publicado em 13 de junho de 2020

Publicidade

Minha paixão por regiões montanhosas vem desde a infância e agora aflorou ainda mais. Não tem como não ficar abismado, sem adjetivos para qualificar a tamanha beleza serrana na região oeste de Bom Conselho.

No horizonte, está a região serrana por onde passa a PE-218, onde fica as comunidades das Cancelas e Igreja Nova. Nesse trecho a variação de altitude vai dos 680 até 900 metros.

A gente pode perceber que há umas clareiras na parte superior da imagem. Isso é resultado da ação humana, retira-se a vegetação para substituir por roçados. Observem que há uma grande mudança de tipo de solo nessa região.

Há meses passados, a paisagem era muito cinzenta devido a escassez de chuva. Bastou chover por algumas semanas que o cenário foi todo renovado naturalmente, nos proporcionando uma bela imagem.

De onde fiquei para registrar essa imagem, vemos nitidamente um grande vale. Se do lado onde estava marcou 703 metros de altitude, no outro lado, a que vemos na frente tem uma diferença de pouco mais de 50 metros a menos.

Já por esse ângulo, podemos visualizar a camada rochosa intitulada de Serrote do Vento, na zona rural do município de Estrela de Alagoas.

Do pé da serra Grande, flagrei a aproximação de uma nuvem carregada despejando muito água na região do Vale do Salgadinho. Ah, você quer saber se eu estava tão perto assim? Não, mas nossa lente tem uma alcance considerável, nos proporcionando belas imagens.

Percebam que esse lado oeste do município de Bom Conselho é extremamente rodeado de serras com grande variação em altitude. Por esse lado, a vegetação é meramente de transição. Também nessa região a fauna e a flora são protegidas.

O conjunto de serras que você ver na imagem acima, compreendem os quilômetros finais do planalto da Borborema, que tem seu início no estado do Rio Grande do Norte.

Num tem aqueles lugares que te faz bem? Que você respira ar puro e tem um verdadeiro contato com a natureza?

É tipicamente uma área de baixa altitude cercada por áreas mais altas, como montanhas ou colinas. Os vales são geralmente formados pela atividade fluvial, onde a ação da água corrente causa a erosão do terreno.

Não tem coisa melhor do que contemplar a obra do Criador do Universo. Tínhamos saído de uma altitude de 689 metros e quando chegamos a marca dos 800 metros pudemos enxergar um horizonte que nos fez refletir… De onde viemos? Como viemos? Para onde iremos? Como iremos?

Estudando geografia com geologia, entendemos que Depressão é uma região baixa que fica entre áreas mais elevadas. Essa elevação fica no final do Vale do Salgadinho, mas minha câmera tem um zoom formidável, puxamos bem pra perto essa serra com uma vegetação de caatinga toda verdinha…

Você pode até achar que repeti as imagens, mas observem melhor, são ângulos diferenciados e cheios de significativos. Com estudo, entendemos que Depressões são regiões geográficas mais baixas do que as áreas em sua volta, sendo classificadas como depressões relativas quando acima do nível do mar e depressões absolutas quando abaixo do nível do mar.

Ah, você acha que estava tão perto assim desse conjunto de serras? Não, amigos. Fotografar é uma terapia. Fotografar me acalma. Curioso e estudioso no assunto, entendi que a depressão é uma forma de relevo aplainado, onde podem ser encontradas baixas colinas. Da serra Grande pude registrar essa imagem. Quer ir conhecer? Vai ter que andar por 8,5 km somente de ida.

Como presente, consegui fazer essa imagem de uma linda papoula dentro de uma roça de milho. O contraste do verde com o vermelho provocou essa linda imagem. Quando olhamos para as belezas naturais, deixamos ainda mais apurado nosso sentido. Fotografar nos faz apreciar o lado bom da vida. Essa ideia está dentro do projeto Poeta Viagens e Aventuras.

Aguardem a próxima reportagem!

PATROCINADORES

COMERCIAL

ALEXANDRE PIÚTA

Publicidade

Bom Conselho

Mais sobre:

O Poeta tem muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas,formado em radiojornalismo, é poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE) e escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o Projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM, criador do Projeto Música na Escola e ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura.

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

MOURA CONTABILIDADE

REDE BRASILEIRA DE BLOGUEIROS DE VIAGEM

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

PUBLICIDADE

LISTA TELEFÔNICA DO POETA