BOM CONSELHO/PE: FURNA DE MARIA DANTAS E SUAS LENDAS QUE PERSISTEM COM O PASSAR TEMPO

Por Cláudio André, publicado em 17 de dezembro de 2019

Publicidade

Distante 15 km do centro de Bom Conselho está um dos atrativos turístico do município, a Furna de Maria Dantas. Por lá rondam muitas lendas sobre essa personagem misteriosa que morou na região de Lagoa de São José.

A furna de Maria Dantas está localizada na encosta de um afloramento rochoso, dentro da propriedade da fazenda Encantado. Pelo que vimos lá, a furna é um túnel com apenas uma entrada, e no fundo uma cavidade de mais ou menos 1 metro de diâmetro.

Por esse lado, que seria a porta de entrada, está com muita vegetação e não é aconselhável entrar por esse espaço, pois deve-se acumular répteis, animais selvagens (raposa e jaguatirica), além de alguns tipos de aves, como a coruja.

Percebam que o capim braquiária está intacto, nem o gado comeu, provavelmente por ter cobras nos arredores. Somente após uma limpeza é aconselhável adentra a furna que é uma cavidade de quase 100 metros de comprimento, provavelmente formado por uma erosão há milhares de anos.

Acompanhado do amigo Isaque e do seu filho, Islande, estivemo conhecendo a localização, situação geográfica, histórica e cultural do lugar. Por essa entrada, há tipo um corredor, porém obstruído.

Todo esse paredão rochoso é uma das paredes da Furna de Maria Dantas, que logo mais vamos descrever um pouco sobre sua existência na terra de Papacaça. Na parte mais alta da furna, marca-se uma altitude de 672 metros acima do nível do mar, ponto ideal para a prática de rappel.

O entorno da serra do Encantado há formação rochosa sedimentar. São várias e grandiosas rochas sedimentares esculpidas pela ação do intemperismo e todas com camadas de liqueis (micro-organismos purificadores do ar).

A propriedade onde fica a furna de Maria Dantas tem uma vegetação própria para o gado leiteiro e de corte. O capim, tipo, braquiária, toma conta do cercado. Nos arredores, há árvores frondosas, como pés de angico, aroeiras e outras, uma vez que o atrativo está numa área de transição.

Cada vez que você vai subindo, camadas rochosas vão aparecendo e deixando o cenário ainda mais bonito. Há uma variação de altitude, começa com 640 e se estende até 732 na parte oposta da furna.

Vejam a formação dessas rochas sedimentares. As rochas sedimentares são rochas formadas através da deposição, e consequente cimentação ou consolidação de fragmentos provenientes de material mineral ou material orgânico. No caso do material mineral, os respectivos fragmentos, denominados de detrito geológico, são provenientes da meteorização e da erosão.

Aonde está essa vegetação na lateral do lajedo, tem uma cavidade que seria a saída da furna de Maria Dantas. O perigo para chegar lá, não é somente a altura, mas a vegetação rasteira que existe encobrindo algumas cavidades. Nesse ponto já marca 640 metros de altura.

A trilha tem performance moderada. Da estrada de acesso ao distrito de Rainha Isabel, aonde você deixa o carro, percorre-se 200 metros até chegar na parte mais alta do Encantado.

Coqueiros também são encontrado facilmente no cercado aonde está a furna de Maria Dantas. De cima, a vista panorâmica é sensacional. O vento bate com força em seu rosto.

Por esse ângulo, temos uma vista privilegiada da principal estrada que da acesso ao maior distrito de Bom Conselho. Percebam que a vegetação verde é resultado das nascentes existentes na região e por ter algumas áreas de preservação ambiental. Essa proteção feita de pedras foi idealizada pelo dono da terra para que o gado não caia dentro das cavidades existentes nos arredores da furna.

Essas rochas são FORMAÇÕES NATURAIS RESULTANTES DE UMA CONSOLIDAÇÃO DE FRAGMENTOS DE OUTRAS ROCHAS. As rochas sedimentares são compostas por sedimentos transportados pela água, gelo ou vento e acumulados em depressões na crosta terrestre.

Vejam que o Encantado tem várias lendas, uma delas mais famosa, sobre Maria Dantas. A furna que foi resultado de uma erosão, serviu de morada para essa mulher fria e misteriosa… Quem vai ao local pode sentir energias vindo das rochas… Tudo por lá mexe com a imaginação.

Fica para a próxima reportagem!

Mais sobre:

O Poeta tem muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas,formado em radiojornalismo, é poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE) e escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o Projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM, criador do Projeto Música na Escola e ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura.

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

MOURA CONTABILIDADE

REDE BRASILEIRA DE BLOGUEIROS DE VIAGEM

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

PUBLICIDADE

LISTA TELEFÔNICA DO POETA