AS SERRAS DE BOM CONSELHO QUE TEM NASCENTES E RIQUEZAS MINERAIS

Por Cláudio André, publicado em 16 de setembro de 2019

Muitas árvores, a exemplo desse pé de mulungu, morreram devido ao ataque de fungos. São várias árvores desse tipo que ficaram somente o tronco. Na região do distrito de Lagoa de São José, que tem várias nascentes, rico em fruticultura, é fácil localizar muitas árvores apodrecidas.

São vários os ninhos feitos pelo pássaro  joão-de-pau, em toda a serra do Fidélis
Também é conhecido como carrega-madeira (Bahia), teutônio, joão-garrancho, joão-graveto (Minas Gerais), joão-graveteiro e casaca-de-couro (Pernambuco), carrega-pau (norte do Rio de Janeiro), guacho e joão-peneném (Zona da Mata Mineira).

O joão-de-pau constrói ninhos enormes com gravetos (razão do nome comum). Os gravetos são relativamente grandes para o tamanho do passarinho. O casal atua em parceria na construção da casa, que será utilizada durante todo o ano pelos dois e pela ninhada (mesmo após voar) como local de abrigo. Ao terminar o primeiro ninho, o casal continua colocando material e construindo outros, em seqüência. Com isso, o galho de apoio começa a pender e a ficar coberto de material, destacando-se na paisagem. Em casos extremos, o ninho chega a 2 metros de comprimento.

A partir que fomos descendo os 648 metros de altitude da serra do Fidélis, fomos tendo uma vista panorâmica de toda a vegetação que fica nessa linha limítrofe entre os estados de PE/AL. E ao longe mais uma vez visualizamos a beleza do Serrote do Vento em Estrela de Alagoas.

A vegetação arbustiva – nativa da caatinga, deixa o cenário ainda mais bonito. Por uma trilha que já foi muito usada por moradores do Vale do Salgadinho.

Por estar na região sul do município de Bom Conselho, há uns lugares que a vegetação é de transição, parte, caatinga, outra parte, mata atlântica.

Veja que a vegetação oscila em algumas partes… Uma parte tem vegetação arbustiva, outra parte, arbórea. Há vários pés de cajaranas, mulungus, juazeiros…

Por esse ângulo, vemos na frente a Serra do Sertãozinho, que antes tem uma planície, dentro do Vale do Salgadinho. Boa parte do desmatamento ocorrido foi para a implantação da agricultura sustentável.

Na imagem acima temos, na parte superior a Serra Grande, na parte inferior, a Serra do Poço Escuro, onde tem a cachoeira do mesmo nome, na parte de vegetação da direita fica a serra dos Fidélis. Tudo isso é Bom Conselho!

Por essa brecha você percebe a dimensão que é o Vale do Salgadinho e a cordilheira que se formou há milhões de anos… A altitude tem uma variação de 430 metros a 800 metros de altitude. Se você duvida, vá andar por essa região como temos andado fazendo trilha ecológica.

Viu? Olha o tamanho do mandacaru. Depois de queimados os espinhos dos ramos novos, essa cactácea pode ser usada para a alimentação animal, caracterizando-se como uma ótima fonte de alimento alternativo para bovinos, ovinos e caprinos no período da estiagem. Com teores de proteína em torno de 11,41% e produção média de 78 toneladas por hectare, é uma planta com potencial forrageiro semelhante ao da palma. Cultivada em uma área da propriedade, a espécie é uma alternativa barata para melhor estruturar os sistemas de produção da agricultura familiar.

Os afloramentos rochosos são, por definição, a exposição de uma rocha na superfície da Terra, ou seja, quando parte de uma composição naturalmente interna se posiciona acima da camada dos solos, o que permite ou facilita o seu estudo. O cume do Serrote do Vento ultrapassa os 500 metros de altitude.

Vejam a sinuosidade da estrada vicinal que liga o sítio Salgadinho, zona rural de Bom Conselho/PE ao estado de Alagoas. Por esse ângulo você percebe que há muitas clareiras. Clareira, às vezes também referida como claro, clarão ou clara, é uma área com pouca ou nenhuma cobertura vegetal localizada dentro de uma floresta ou bosque.

No horizonte desse registro fotográfico que fiz, temos, o Serrote do Vento, o Serrotinho e as serras que ficam há 100 metros do centro da cidade de Estrela de Alagoas, já no agreste alagoano.

A serra do Sertãozinho ela margeando o Vale do Salgadinho, e pelas estradas vicinais qualquer pessoa vai parar na zona rural do município de Minador do Negrão/AL. Por essa região chove menos devido a falta de reflorestamento.

Acredito que por essa imagem da para perceber o quanto o torrão está seco, sem chuvas… Praticamente não há água no solo e o subsolo está em situação de deserto. Quando estive lá, peguei uma temperatura na casa dos 30 graus. A vegetação seca solta um pó, entra pela garganta e a solução é beber bastante água para hidratar. Nesse local há uma rocha com afloramento de granito…

NA PRÓXIMA REPORTAGEM CONTO MAIS…

Mais sobre:

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas,formado em radiojornalismo, é poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE) e escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o Projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM, criador do Projeto Música na Escola e ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura.

Estatísticas do Google Analytics

gerado por GADWP 

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

SEDUÇÃO CAMISARIA

MOURA CONTABILIDADE

LISTA TELEFÔNICA DO POETA

MALHARIA COLATINO

BIO FITNESS ACADEMIA

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

Últimas