A CAMINHADA ATÉ O CUME DA SERRA DA CASTANHA NO SERTÃO DO PAJEÚ

Por Cláudio André, publicado em 26 de agosto de 2019

O sertão do Pajeú, não diferente de outros sertões do semiárido brasileiro, sempre nos surpreende com suas belezas naturais. Numa vegetação cinzenta, você consegue encontrar uma flora que deixa o ambiente muito mais bonito.

No sítio Feijão, zona rural de Flores, encontramos uma igrejinha muito bonita. A comunidade tem como padroeira Nossa Senhora Aparecida e é administrada pelos moradores.

Acompanhando uma turma da terceira idade e de jovens que são beneficiados por programas sociais do município de Flores, enfrentamos uma trilha que durou 02 horas de caminhada rumo ao cume da serra da Castanha.

Estar com uma turma assim, muito animada, não tem preço. Entre idade e volta foram 10 km de caminhada. Se valeu apena? E como! nas próximas reportagens verás isso.

A igrejinha de Nossa Senhora Aparecida foi construída há quase 10 anos pela comunidade do sítio Feijão que fica entre os municípios de Flores e Custódia.

A comunidade do sítio Feijão fica próximo ao sítio Tenório, as margens da rodovia BR-232. Nessa região deve ter aproximadamente 800 moradores. Essa igrejinha foi construída no período das missões redentoristas.

O amigo Willian, morador do sítio Tenório, esteve acompanhando toda a turma que se deslocou de Flores para fazer a trilha ecológica rumo ao cume da serra da Castanha. Percebemos que as chuvas que caíram não foram suficientes para acumular água no solo da região.

Fomos subindo a serra e registrando as paisagens que o sertão nos mostra. Pouco importa se a vegetação está seca.

flora da Caatinga tem características peculiares, apresentando uma estrutura resistente e adaptada às condições áridas, por isso são chamadas xerófilas, ou seja, adaptadas ao clima seco e à pouca quantidade de água.

A maioria das espécies vegetais da Caatinga possui características xerofíticas que lhes permitem sobreviver em condições de aridez.

As adaptações incluem folhas reduzidas ou modificadas em espinhos para reduzir a transpiração, queda das folhas durante a estação seca (plantas caducifólias), raízes profundas para absorver água do solo, sistema de armazenamento de água modificado no caule e nas raízes e suculência (tecido especializado no armazenamento de água).

Na Caatinga é possível encontrar desde florestas altas e secas com até 15-20 metros de altura, chamada de caatinga arbórea, que é encontrada de forma espalhada da Bahia ao Rio Grande do Norte em regiões mais úmidas, até arbustos baixos e espalhados, cactos e bromeliáceas nos afloramentos de rochas. Entre esses dois extremos muitas fisionomias intermediárias de vegetação são identificadas.

Caatinga é muito variável floristicamente, dependendo do regime de chuvas e do tipo de solo. Essa floresta é considerada arbórea ou arbustiva, formada por árvores e arbustos baixos com galhos retorcidos, ervas rasteiras e cactos. A maioria das espécies vegetais da Caatinga possui características xerofíticas que lhes permitem sobreviver em condições de aridez.

O nome “Caatinga” é de origem tupi-guarani e significa “mata branca”, lembrando o aspecto da vegetação na estação seca, quando as folhas caem e ficam apenas os troncos brancos e brilhosos das árvores e arbustos.

Durante a trilha ecológica rumo ao cume da serra da Castanha encontramos vários lajeiros e formações rochosas que na maioria das vezes são rochas sedimentares que passaram pelo intemperismo. Muitas rochas com rachaduras provocadas por ações das baixas e altas temperaturas. Foi Uma experiência incrível!

AGUARDE A PRÓXIMA REPORTAGEM!

PATROCINADORES

COMÉRCIO

Mais sobre:

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas,formado em radiojornalismo, é poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE) e escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o Projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM, criador do Projeto Música na Escola e ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura.

Estatísticas do Google Analytics

gerado por GADWP 

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

SEDUÇÃO CAMISARIA

MOURA CONTABILIDADE

LISTA TELEFÔNICA DO POETA

MALHARIA COLATINO

BIO FITNESS ACADEMIA

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

Últimas