AS ROCHAS QUE BROTAM ÁGUA NO VALE DO SALGADINHO/PE

Por Cláudio André, publicado em 26 de julho de 2019

Para todos os lados que você olhar, já sabe, há beleza natural. Veja que a vegetação que fica no pé desse paredão rochoso é um tipo de beldroega que pode aparecer com flores brancas, amarelas e roxas.

Os principais tipos vegetacionais encontrados no nordeste são as florestas úmidas, florestas fluviais, cerrados, caatingas, florestas (brejos) de altitude.

Na região do agreste e sertão de Pernambuco, dois tipos vegetacionais são peculiares, a caatinga, ocupando maior extensão, cuja vegetação é predominantemente xerófila, e os brejos de altitude, vegetação florestal perenifólia ou subperenifólia situada em manchas no topo ou nas vertentes superiores de alguma serra.

Embora ocorrendo próximas, essas formações apresentam características climáticas, edáficas, topográficas, florísticas e fisionômicas distintas. Todavia, pouco ou quase nada se sabe a respeito da flora e vegetação dos brejos de altitude e suas relações com as caatingas limítrofes.

Nessa região, enquanto andava, pude perceber que um estudo mais aprofundado terá uma coleta do potencial  florístico  nas  áreas serranas. No Vale do Salgadinho há cipós, arbustos e árvores frondosas, como por exemplo, cajaranas, barrigudas, aroeiras e outras que se dão no clima de vegetação de altitude.

Para chegar na principal queda d’água da Cachoeira do Poço Escuro/Preto, se faz necessário andar pelo leito do riacho do Salgadinho. Não há um atalho específico para se chegar ao poço. A gente caminha por cima das rochas.

Em todo esse trecho escorre água. Segundo moradores da região, somente vai ter mais água nesse local quando na  a barragem de Pedro Siqueira na Serra Grande, encher e sangrar. São pelo menos duas barragens que estão acima da cachoeira.

As matas ciliares compreendem a vegetação que se localiza em áreas situadas nas proximidades de cursos d’água, tais como rios, lagos, olhos d’água e reservas hídricas em geral. Essa mata ciliar fica nas laterais do riacho do Salgadinho.

As rochas graníticas de vários tamanhos e formas estão em todo o percusso do riacho do Salgadinho. Observem que calmamente escorre água pelas rochas.

É comum nessa região encontrar abrigos feitos de rochas. Há sempre uma cavidade e rochas encostadas umas nas outras. As rochas graníticas são rochas magmáticasplutónicas, constituídas essencialmente por quartzo e feldspato (feldspato alcalino e/ou plagioclase).

Um eremita ou ermitão é um indivíduo que, usualmente por penitência, religiosidade, misantropia ou simples amor à natureza, vive em lugar deserto, isolado. O local de sua morada é designado eremitério. Nesse abrigo rochoso, me senti um ermitão…

As rochas graníticas originam-se por cristalização em profundidade de um magma rico em sílica. Com isso, vamos entendendo que as rochas existentes no Vale do Salgadinho, é resultado de uma erosão no fundo do mar, ou seja, há incidência que essa região há milhões do ano foi o fundo de um oceano.

Vejam nessa foto duas nascentes, uma na parte superior e outra na parte inferior. Uma com tom amarelado e outra com tom esverdeado. As rochas servem de filtro. A coloração é devido aos raios solar que bate no espelho d’água e no fundo existem microalgas. Esse fenômeno não tem em qualquer localização geográfica de um município.

Como já mostrei em outras reportagens que devido a pouca chuva, mas mesmo assim esse lugar não deixa de ser encantador, um verdadeiro encontro com a natureza.

O acumulado de chuvas em Bom Conselho, somente no mês de julho chegou a 84.9 milímetros de acumulados de chuva. O que já adiantei, o município tem mais frio devido a altitude do que chuva caindo na região.

Rodeado por um paredão rochoso está o Poço Escuro/Preto, que no período de chuvas torrenciais forma-se uma linda queda d’água. De janeiro a julho choveu no município de Bom Conselho 320.3 milímetros, enquanto que nos municípios alagoanos de Paulo Jacinto e Quebrangulo, vizinhos nossos, tem um acumulado de 1278 milímetros. É grande ou não a diferença?

AGUARDE A PRÓXIMA REPORTAGEM!

APOIO CULTURAL

Mais sobre:

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas,formado em radiojornalismo, é poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE) e escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o Projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM, criador do Projeto Música na Escola e ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura.

Estatísticas do Google Analytics

gerado por GADWP 

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

SEDUÇÃO CAMISARIA

MOURA CONTABILIDADE

LISTA TELEFÔNICA DO POETA

MALHARIA COLATINO

BIO FITNESS ACADEMIA

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

Últimas