SERRA DO SALGADINHO: COM ALTITUDE ACIMA DOS 700 METROS É LUGAR IDEAL PARA ESPORTES DE AVENTURA

De Cláudio André, publicado em 19 de julho de 2019

Seis horas da manhã, temperatura de 15 graus, vegetação de caatinga, altitude acima de 700 metros e uma vista sensacional da serra do Salgadinho… Até parece que de ontem fiz a imagem estava bem pertinho, não é mesmo?

O entorno do distrito de Lagoa de São José tem uma paisagismo muito bonito. Cercados com muito capim para a engorda do gado e várias nascentes, fruto do clima de altitude.

A serra que fica na lateral das comunidades do Salgadinho e Salobrinho é uma grande formação rochosa encoberta por vegetação de caatinga. Na verdade, de um lado se tem essa serra já citada, de outro, tem a serra de Maria Bié e no meio se forma um cânion, deixando a certeza que há milhões de anos ali foi um grande rio navegável.

Veja o tipo de capim que foi plantado nessa região… O capim vaqueiro como é conhecido nessa área de altitude e por ter algumas nascentes, cresceu muito, favorecendo a engorda do gado leiteiro de corte.

A partir que fomos andando em direção ao Vale do Salgadinho, logo, nos deparamos com a exuberância do afloramento rochoso conhecido por Serrote do Vento, localizado na zona rural do município de Estrela de Alagoas.

Veja que devido a altitude de pouco mais de 700 metros o quanto a umidade das nuvens se aproximam dessa região serrana do distrito de Lagoa de São José.

Na região do distrito de Lagoa de São José, o segundo mais populoso do município de Bom Conselho, foram encontrados muitos pés de mangueiras mortos, resultado de um fungo que entrou nas raízes das árvores e terminou mantando.

Nessa baixada tem a nascente do Riacho das Pombas e no seu entorno uma mata ciliar. Mata ciliar é a formação vegetal localizada nas margens dos córregos, lagos, represas e nascentes. Também é conhecida como mata de galeria, mata de várzea, vegetação ou floresta ripária.

Veja que essa mangueira dentro de uma nascente, morta. Motivo? Fungos na raiz. Os fungos são organismos minúsculos que provocam mofos, lesões e manchas em folhas e outras partes das plantas – e que, algumas vezes, pode apodrecer hastes e raízes.

Veja que esses dois tamboril são irmão gêmeos. Perro deles está a nascente do Riacho das Pombas. Por essa localização do distrito de Lagoa de São José, encontramos várias mangueiras mortas por causa de fungos. Há diferentes tipos de fungos que podem infectar uma árvore de várias formas – seja vindo por meio do solo, transportado pela água da chuva, através de um inseto ou até mesmo flutuando através do ar.

Vejam que nessa região da Lagoa de São José, há muita pastagem para o gado e pouca mata. Mas há vários pés de tamboril que é uma árvore pertencente à família Fabaceae. É de origem brasileira, típica das matas da região do Pará, Pernambuco, Acre e Mato Grosso. É uma árvore frondosa, sem cheiro, de cerne marrom-claro a cinza-rosado.

A partir que fomos descendo a serra, fomos encontrando paisagens exuberantes. A vegetação ripária é um tipo de vegetação presente em espaços próximos a corpos da água, isto é, na zona ripária. Pode assumir fisionomia campestre ou florestal e, neste último caso, é chamada mata ripária.

Por esse ângulo vemos a estrada que da acesso ai sítio Flores, parece perto de onde estávamos, não é? Mas isso é a maneira diferente que estamos fotografando a região serrana de Bom Conselho na divisa com o estado de Alagoas.

Uma coisa é certa, tanto a vegetação como a situação geográfica do distrito de Lagoa de São José, é muito privilegiada. As serras podem ter dimensões de entre poucos quilômetros a centenas de quilômetros.

Por esse ângulo está a serra do Salgadinho e a mata ciliar da serra de Maria Bié. Nesse local meu GPS marcou 717 metros de altitude. A vista panorâmica é de encher os olhos… Nessa linha de divisa PE/AL, é local ideal para a prática de esportes radicais e ter um contato direto com a natureza…

Nas próximas reportagens estaremos falando sobre a Grota da Jiboia que fica na zona rural de Bom Conselho, no Vale do Salgadinho. Por lá, encontrei muitas nascentes e uma cachoeira que no tempo de muita chuva, transforma-se numa linda queda d’água e pode ser vista dessa rocha que apareço na imagem acima.

AGUARDEM NOSSA PRÓXIMA REPORTAGEM

APOIO CULTURAL

 

Mais sobre:

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas,formado em radiojornalismo, é poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE) e escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o Projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM, criador do Projeto Música na Escola e ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura.

Estatísticas do Google Analytics

gerado por GADWP 

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

SEDUÇÃO CAMISARIA

MOURA CONTABILIDADE

LISTA TELEFÔNICA DO POETA

MALHARIA COLATINO

BIO FITNESS ACADEMIA

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

Últimas