IGREJA JESUS, MARIA E JOSÉ DA CIDADE DE BOM CONSELHO TEM 1,5 SÉCULO DE HISTÓRIA

Por Cláudio André, publicado em 14 de junho de 2019

O QUE DIZ A HISTÓRIA

Por iniciativa de frei Caetano de Messina, foi construída uma nova igreja no local da antiga capela de Jesus, Maria e José, que só foi completamente concluída em 1884. Atualmente denomina-se Igreja Matriz da Sagrada Família, localizada na praça Dom Pedro II, que não tem nenhum símbolo que retrate esse nome.

Por volta de 1850 chegou à região de Bom Conselho, que antes era chamada de Vila de Papacaça, o missionário frei Caetano de Messina. Por sua iniciativa e com o apoio da população local foi construído um colégio para recolhimento e educação de meninas órfãs e desvalidas. Esse colégio, que recebeu o nome de Colégio do Bom Conselho de Maria (tendo como protetora Santa Verônica), que começou a ser erguido em 1853, ao lado da igreja de Nossa Senhora do Bom Conselho, inaugurada no dia 24 de abril desse mesmo ano.

Essa igreja foi substituída por outra em 1857, fazendo parte da ampliação do colégio, hoje denominado de Colégio de Nossa Senhora do Bom Conselho. O primeiro vigário dessa freguesia foi o padre João Clemente da Rocha. No dia 26 de julho de 1848 a Lei Provincial nº 204 transferiu a sede da freguesia de Papacaça para a vila de Correntes (na comarca de Garanhuns), criada pela mesma lei, que alguns documentos mencionam com a data de 25 de junho. A Lei Provincial nº 239, de 30 de abril de 1849, anulou a Lei Provincial nº 204, extinguiu a vila de Correntes e fez retornar a freguesia de Papacaça para sua antiga sede.

Altar da Igreja de Jesus, Maria e José – Templo religioso do início do século XIX da cidade de Bom Conselho/PE.

SAIBA MAIS

Nessa época o povoado se chamava Capacaça, nome cuja origem vem do costume, entre os primitivos habitantes, de
castrar veados e caititus (porco-montês) que apanhavam vivos, soltando-os depois no mato, para engorda, na certeza de
que mais tarde seriam novamente caçados para abate e consumo.

Com o tempo, a linguagem popular alterou a denominação de “capa-caça” para “papa-caça”, o que permaneceu por muito tempo.
Ainda com a denominação de Papacaça foi criada a freguesia na capela curada de Jesus, Maria e José, pela Lei
Provincial nº 45, de 14 de junho de 1837 (alguns documentos mencionam essa lei como sendo do dia 12 de junho).

A CULTURA RELIGIOSA TAMBÉM FAZ PARTE DESSE PORTAL!

PATROCÍNIO

MARCIA

Cristo%2BRei

FARMACIA

LUCIAMOURA%2B780

ZE%2BTEN%25C3%2593RIO%2B780X132

JANE MODAS

DISTRIBUIDORA

formula

anigifACADEMIA%2B%25281%2529

LATICINIO02

Obrigados a todos pelo apoio!

O Poeta tem muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas, formado em radiojornalismo, poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE), escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM e Rádio Web News Olho d'Água, criador do Projeto Música na Escola, ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura. Membro efetivo da FACUPIRA (Fundação Cultural de Palmeira dos Índios/AL), Ex-membro do Conselho Municipal de Saúde de Bom Conselho/PE. Colunista dos sites Tribuna do Sertão (P.dos Índios) e Tribuna do Agreste (Arapiraca) e 7 Segundos (Maceió). Ex-assessor de comunicação da Câmara de Vereadores de Bom Conselho/PE.