O RIO PARAÍBA DO MEIO TEM COMO BERÇO DE NASCIMENTO A FAZENDA SÃO JOÃO HÁ MAIS DE UM SÉCULO

Por Cláudio André, publicado em 23 de setembro de 2018

A Fazenda São João, localizada na Comunidade de Manoel Ferreira na zona rural de Saloá, é uma das maiores do município. Sua localização fica há 05 km do centro da cidade, há 10 km da cidade de Terezinha e há 20 km do município de Bom Conselho. É uma das produtoras de gado corte e leiteiro. 
Após esse pé de juazeiro está a nascente do rio Paraíba do Meio que percorre por 122 km até desaguar na Lagoa Manguaba, no município de Pilar, distante 40 km da capital alagoana. O sítio Manoel Ferreira tem esse nome devido a um senhor dono de um boteco que atendia a região no início do século XX quando Saloá ainda pertencia ao município de Bom Conselho.
Seu Heleno é um dos moradores mais antigos da Fazenda São João. Está há 36 anos morando na fazenda, homem de confiança da Família Herculano. Ele esteve nos acompanhando e contando como foi descoberta e vem sendo cuidada a nascente do rio Paraíba do Meio. A fazenda é centenária, a nascente já existia, portanto, não se sabe a data exata do descobrimento oficial da nascente do rio.
Se não fosse a nascente esse acude não estaria assim, com um lindo espelho d’água. Os mais de mil hectares da Fazenda São João tem muitas árvores que suportam altas temperaturas. Em um dos trechos, há um plantio de eucaliptos, que se junta ao mandacaru planas nativas do semiárido brasileiro.
Conheça as plantas que dona Isabel Herculano  cuida no seu jardim na Fazenda São João
São plantas de vários tipos que embelezam a centenária Fazenda São João e que são cuidadas próximo a nascente do rio Paraíba do Meio. 

Pequenas bromélias que se encontram facilmente na região do agreste meridional de Pernambuco, você encontra também há poucos metros do nascimento do rio Paraíba do Meio.

As bromélias estão divididas em grupos chamados gêneros – que hoje são mais de 50. A maioria das espécies de um mesmo gênero tem características e exigências iguais. Gêneros diferentes requerem diferentes variações de luminosidade, rega e substrato.

A pracinha ao meio de plantas que se adaptam ao clima do semiárido deixa o ambiente ainda mais bucólico.
O pé de juazeiro ao lado da casa onde reside a Família Herculano, faz uma sombra sensacional o tempo todo. O juazeiro, também conhecido por joa, laranjeira-de-vaqueiro, juá-fruta, juá e juá-espinho, é uma árvore típica do semiárido brasileiro. Seus frutos, do tamanho de uma cereja, são comestíveis e utilizados para fazer geleias, além de possuírem uma casca rica em saponina.
Muitas das plantas da caatinga têm capacidade de reter água no caule e nas folhas, o que acaba servindo para matar a sede de pessoas e animais quando a seca se prolonga muito. A caatinga não é encontrada em todo o sertão. Existem áreas em que a umidade é maior ou as chuvas são mais regulares.

É bom lembrar que a hidrografia da caatinga tem um grande número de rios, porém a maioria deles são temporários. O lençol freático é muito pobre, pois o solo da caatinga (cristalino) é pouco permeável, dificultando a infiltração da água, que permanece na superfície, porém é logo evaporada devida à alta temperatura média da região.

CONHEÇA O PROJETO POETA VIAGENS E AVENTURA

ESSA REPORTAGEM TEVE O PATROCÍNIO DAS SEGUINTES EMPRESAS

O Poeta tem muito mais conteúdo em nosso canal no YouTube!

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas, formado em radiojornalismo, poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE), escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM e Rádio Web News Olho d'Água, criador do Projeto Música na Escola, ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura. Membro efetivo da FACUPIRA (Fundação Cultural de Palmeira dos Índios/AL), Ex-membro do Conselho Municipal de Saúde de Bom Conselho/PE. Colunista dos sites Tribuna do Sertão (P.dos Índios) e Tribuna do Agreste (Arapiraca) e 7 Segundos (Maceió). Ex-assessor de comunicação da Câmara de Vereadores de Bom Conselho/PE.