O INESQUECÍVEL ENTARDECER NA SERRA DE PEDRA NO MUNICÍPIO DE BREJÃO / PERNAMBUCO

Por Cláudio André, publicado em 24 de agosto de 2018

Durante visita a serra de Pedra em Brejão, pude registrar esse lindo por do sol, uma espetáculo da natureza. É um presente do Criador do Universo.

Por do sol de um lado, raios do sol de outro e a lua toda formosa na frente. São comportamentos da natureza que não tem como passar despercebido aos nossos olhos. Foi assim que vivenciamos um lindo entardecer na zona rural de Brejão.

Com altitudes que variam de 600 a 1000 metros, quando o por do sol vai chegando, o vento frio começa a soprar mais intenso em cima da serra de Pedra.

O município de Brejão diante desse potencial no ecoturismo, com uma vegetação muito variada, é lugar para a realização de várias trilhas, como por exemplo, as trilhas da Cachoeira, do Bolo e da Fé.

O entardecer visto de cima da serra de Pedra na zona rural de Brejão. Não resisti a tanta beleza e fiz essa imagem sensacional.
O município de Brejão tem várias granjas espalhadas pela zona rural, gerando emprego e renda. De cima da serra de Pedra visualizamos uma granja que produz frango de corte, que é o nome dado às aves que serão levadas ao abate com o objetivo da comercialização da sua carne. Na agropecuária a criação de frango de corte é a mais desenvolvida por apresentarem um rápido retorno comercial uma vez que o ciclo de produção é de aproximadamente 50 dias

Por do sol (também chamado de sol-por, anoitecer, entardecer ou ocaso) é o momento em que o Sol se oculta no horizonte na direção oeste, sendo o início da noite. 

O entardecer pode ser considerado como um processo inverso do nascer do Sol, que é quando o sol aparece no horizonte na direção leste, iniciando o dia. Este acontecimento verifica-se todos os dias em todas as regiões compreendidas entre o Círculo Polar Ártico e o Círculo Polar Antártico.

A igrejinha de São Francisco de Assis está na colina da serra de Pedra no município de Brejão. Especialmente no período da Semana Santa, acontecem muitas romarias, onde devotos da fé vão pagar suas promessas.

Em cima de uma rocha sedimentar, proporciona aos visitantes uma vista panorâmica inesquecível.

Diz a geografia que a serra é, portanto, um subconjunto de montanhas que está dentro de outro conjunto maior e mais extenso, ao qual se dá o nome de cordilheira. Normalmente, as serras são mais compridas do que largas, e o seu eixo central designa-se eixo orográfico. Em trocados e miúdos, o entorno da cidade de Bom Conselho, conforme imagem acima feita por mim, tem essa característica de cordilheira pelo aglomerado de outras serras.

Antes era uma casinha de oração feita pelo dono das terras, mas, a comunidade do sítio Serra de Pedra, resolveu aumentar a construção. Foi em mutirão que virou realidade a igrejinha de São Francisco de Assis.

Esse é o caminho para chegar ao cume da serra de Pedra. Por estar numa propriedade particular e num ponto cultural religioso, logo na chegada você pode ver várias cruzes no decorrer do caminho até a igrejinha de São Francisco de Assis. As 15 cruzes representam as estações da Via Sacra que Jesus percorreu até a pregação na Cruz.

A vista panorâmica de cima da serra de Pedra você pode encontra a olho nu, diferentes reações climáticas. Se por trás da serra tem vegetação de caatinga, na frente, vegetação de mata atlântica.
A vegetação do Brasil compreende as várias manifestações de formações vegetais existentes no país e que surgem conforme o tipo de clima e de relevo. Divididos entre grupos florestal e campestre, os tipos de vegetação florestal ocupam cerca de 60% do território brasileiro, enquanto a área restante é campestre.
Em todo o trecho do cume da serra de Pedra, há esse tipo de coloração, isso significa que a rocha cinzenta ou parede é uma contínua da camada de minerais de pedra afiados das formações na praia da costa de mar no fundo natural. É onde se explica que nesse local de Brejão, um dia foi o fundo do mar.

A macambira ou Bromélia laciniosa, é uma planta da família das bromeliáceas, do gênero Bromélia. Possui vários usos que vão desde a utilização da planta para evitar a erosão, até como alimento para o gado. Como sua folha possui modificações que dão uma natureza espinhenta a mesma, a macambira é queimada antes de ser oferecida ao gado. Esse tipo de planta pode se criar em cima de lajedos.
A macambira está presente nas áreas secas do nordeste, desde a Bahia até o Piauí. Seu caule é cilíndrico e suas folhas (constituídas de duas partes distintas: base dilatada e limbo) encontra-se distribuídas em torno do caule. O caule desta planta geralmente é confundido com a raiz, porém as raízes da macambira são finas, diferentemente do caule que é mais espesso.

Desse ponto temos uma vista inigualável, onde mistura-se qualidade do clima, vegetação, um lajeiro com sua geoforma em formato de fundo de oceano e toda uma história religiosa por trás de toda a serra de Pedra. 

Atravessar cancelas, porteiras, cercas, obstáculos, enfim, tudo em busca de registros fotográficos únicos e exclusivos, está no projeto que estamos desenvolvendo. Conhecer essa região que até então era desconhecida para nós, foi uma experiência de aprendizagem.

A rota da Fé, podemos assim denominar a localização exata por onde se chega a igrejinha de São Francisco na serra de Pedra. Além de ter uma vista contemplativa, a natureza se carrega de você respirar ar puro.

A mistura de vegetação de caatinga com arbustos e um por do sol intocável, recomento a você que está lendo essa postagem a ir conhecer de perto esse pedacinho do céu aqui na terra.

Por volta das 3 horas da tarde o sol apareceu assim…

Por volta das 5 horas, pude ficar admirando um por do sol que nos energiza e resplandece a convicção da existência de um Ser Criador do Universo, chamado de Deus.
Para onde apontasse a câmera fotográfica as imagens de maneira natural sempre seriam assim.

AGUARDE A ÚLTIMA PARTE DA REPORTAGEM NA SERRA DE PEDRA EM BREJÃO

Mais sobre:

Cláudio André

Cláudio André Santos, natural da cidade de Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas,formado em radiojornalismo, é poeta, blogueiro, radialista profissional (Reg.3059 - DRT-PE) e escritor. Tem doze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o Projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou além Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa (Reg.678). Fundador da Rádio Olho d'Água FM, criador do Projeto Música na Escola e ex-seminarista. Show-man. Foi um dos fundadores e diretor-executivo da Associação de Blogueiros de Pernambuco (ABlogpe). Fundador do Sistema Online Poeta de Comunicação (Blog, Site, Studio, Lista telefônica, Rádio Web e TV Web). Trabalhou em mais de uma dezena de emissoras de rádio nos estados de AL, PE, SP. Tecnólogo em oratória, em técnicas de vendas e administração empresarial pelo SENAC. Tem várias premiações como repórter e blogueiro. Destaque na área do fotojornalismo. Criador do projeto ecológico/educativo Poeta Viagens e Aventura.

Estatísticas do Google Analytics

gerado por GADWP 

CONHEÇA AS SERRAS DE BOM CONSELHO

SEDUÇÃO CAMISARIA

MOURA CONTABILIDADE

LISTA TELEFÔNICA DO POETA

MALHARIA COLATINO

BIO FITNESS ACADEMIA

ANUNCIE AGORA MESMO

VEM AÍ RÁDIO ATITUDE FM

Últimas